Pesquisar este blog

quarta-feira, 30 de maio de 2012

O Livro Dos Dias



“Eu descanso no mistério; É consolador.” Adélia Prado

- O Livro dos Dias -

O Sagrado Alcorão, numa de suas belas passagens poéticas, conta que cada um, na hora da morte, receberá um livro contendo o registro das ações que praticou durante a vida terrena.

Deste registro de tudo aquilo que foi feito no decurso dos dias e das horas dependerá a posição que a alma ocupará nos mundos espirituais.

Vencerá o jogo do existir aquele que preencher as páginas com Bondade, Perdão, Justiça, Pureza, Compaixão e Sabedoria.

Vencerá o jogo do existir aquele que preencher as páginas com Bondade, Perdão, Justiça, Pureza, Compaixão e Sabedoria.

Anjos do Céu se incumbem de manter os registros atualizados, e de entregar o livro àqueles que a Eternidade adentram.

Como você viveu? Como você recebeu os dons de Deus, as bênçãos da Vida?

Cada vida, um livro. Jornadas, narrativas, escolhas, histórias.

Cada vida, um livro. Jornadas, narrativas, escolhas, histórias. A Bíblia Sagrada, igualmente tão repleta de beleza, encanto e poesia.

“Bem-aventurados os puros de coração, pois eles verão a face de Deus”. Ensinamento, beleza, ternura e poesia.

“Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus.” Jesus Cristo

Um alento para aqueles que sabem que a experiência humana é grande demais para terminar em nada.

Esta breve existência terrena que tão depressa passa representa apenas uma etapa de uma jornada muito mais plena.

Esta breve existência terrena que tão depressa passa representa apenas uma etapa de uma jornada muito mais plena.

A fragilidade das mãos de ontem...

E a fragilidade das mãos de amanhã.

O fenômeno da vida é algo que ninguém explica. Inefáveis são os mistérios da existência.

O fenômeno da vida é algo que ninguém explica. Inefáveis são os mistérios da existência. A poesia que há no mundo, a beleza que envolve a vida.

Há quem diga que Deus é o maior dos poetas.

Há quem diga que Deus é o maior dos poetas.

A beleza, a plenitude, o sofrimento, o desespero, e a mais perfeita alegria que nascem na terceira margem da alma.

Os caminhos interiores de humanização e cura que nos conduzem ao melhor de nós.

Que bom estar no mundo nesta hora do dia, pensou ela.

Que bom ainda ter tempo para preencher com belas histórias o livro de nossos dias.

Morrer a cada instante, para renascer novo.

O tempo de nossos amores, e o livro de nossos dias.

A razão sensível que move os corações, e os anseios mais profundos de uma alma...

A razão sensível que move os corações, e os anseios mais profundos de uma alma...
O Livro Dos Dias

Nenhum comentário:

Postar um comentário